Análise institucional da gestão de recursos naturais

Daniela Coswig Kalikoski  
Rosimeri Carvalho da Silva 

O entendimento das causas e conseqüências de sucessos e falhas no gerenciamento de recursos naturais é fundamental para a melhoria no estabelecimento de políticas públicas. Instituições podem representar ambos, a causa e a solução para problemas ambientais. Instituições representam sistemas de regras, procedimentos de tomada de decisão, programas, regulamentações e processos que guiam o gerenciamento de recursos, funcionando como mediadores na ação que a sociedade exerce sobre o meio ambiente. Arranjos institucionais deficientes estão freqüentemente associados a causa de problemas ambientais, como por exemplo desmatamentos, perda de biodiversidade, poluição e a depleção de recursos renováveis.Por outro lado, instituições tem geralmente um papel importante na solução de problemas ambientais, como por exemplo através da criação de mecanismos legais e econômicos que desincentivem o uso indiscriminado e insustentável de recursos.A análise institucional busca entender como os diferentes níveis de organização social (governo, iniciativa privada e outras instituições) balançam questões de desenvolvimento, conservação e sustentabilidade no gerenciamento de recursos naturais. Objetiva avaliar os fatores que determinam a resiliência das instituições e como estas podem ser estruturadas de modo a melhorar sua eficiência no tratamento de problemas ambientais.Neste contexto, são pesquisados temas como:

  1. Arranjos institucionais e sustantabilidade na gestão de recursos naturais;

  2. Co-gestão de recursos pesqueiros;

  3. Conhecimento Ecológico Tradicional;

  4. Gerenciamento integrado de Recursos naturais;

  5. Manejo de recursos naturais.